Close

11 de novembro de 2015

Entre o palco e o coração – Tatá Vianna

received_910929155648236

 

Dizem que a vida é como um teatro. Só nos resta saber em que ponto dentro dele encontramos o nosso equilíbrio… 

Imagine que você está vivendo uma fase difícil na sua vida, ainda não resolvida e se vê na seguinte situação:

Você é convidado a entrar em um teatro, praticamente lotado, para assistir a uma peça.

Ao entrar, você nota, de cara, algo estranho acontecendo: as pessoas que se sentaram do lado esquerdo do teatro são nitidamente diferentes das que se sentaram do seu lado direito. E você, acuado, se vê obrigado a escolher um dos lados!

Ao observar as pessoas sentadas do lado esquerdo, você percebe algumas características comuns que lhe atraem de imediato: estão muito concentradas, ajustando seus binóculos para analisarem, nos mínimos detalhes, o cenário da peça e a performance dos atores. Possuem olhares desafiadores, concentrados e um tanto frios – aquele tipo de olhar de quem está no controle da situação, mesmo a peça estando com uma hora de atraso. Alguns já reclamam do atraso, educadamente.

Porém, ao olhar para o lado direito do teatro, você nota pessoas um pouco mais agitadas. Algumas são calorosas umas com as outras, mesmo não se conhecendo. Outras já estão xingando os organizadores da peça, e não se conformam com o atraso. De alguma forma, aquele lado lhe parece mais autêntico. Algo lhe diz que você se sentiria mais confortável naquele lugar, pelo menos naquele exato momento. Mas, e se aquelas pessoas começassem a te irritar no momento em que você se sentasse?

Quantas vezes você assistiu essa cena na sua vida pessoal ou na vida profissional? Ter dois lados do seu cérebro brigando entre si, pedindo uma solução rápida e “ideal”.

image3

Viver uma vida cem por cento emocional pode parecer doce, mas, por mais que nos dê prazer, uma hora ela poderá se tornar enjoativa. O oposto, a racionalidade, se manifestada em excesso, se torna amarga.

Como, então, buscar equilíbrio nos sabores?!

A emoção é algo que às vezes nos faz agir por impulso, com foco no bem estar, na alegria momentânea. É aquele sentimento que surge quando decidimos seguir o coração.

Já a razão é pensar nos prós e contras, ponderar decisões, pensar nas suas consequências, no amanhã. A razão bota uma espécie de freio, como uma voz interior que nos diz: “É melhor pensar com cautela e medir as consequências destes atos. Ou senão vou me dar mal lá na frente…”.

A razão é uma força poderosa, mas como todas as forças poderosas, possuem um lado sombrio. Do mesmo modo, as emoções quando são dominadas pelo seu lado negativo, podem causar um verdadeiro desastre.

Por isso, conhecer os sabores e entender a dosagem certa de cada um deles (razão e emoção), é essencial para ser bem-sucedido no palco da vida.

Voltando ao início do texto: Qual lado deverá ser escolhido?

image2

Para responder, podemos pedir ajuda à culinária. Entender como temperar a vida para assim, de cabeça fria, avaliar inclusive a possibilidade de sentar-se no corredor central do teatro: para assistir tranquilamente e se divertir com a peça e seus atores, sem “cabeças” na frente que prejudicam a visão completa do palco, e absorvendo o melhor das pessoas sentadas à  direita e à esquerda.

Precisamos sempre nos lembrar de que não somos nós que estamos atuando lá em cima, no grande palco.

Precisamos deixar de lado nossas máscaras e fantasias e aprender a conduzir uma vida bem temperada, equilibrada e verdadeira na sua essência.

Como dizia Charles Chaplin:

“A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos”.

E então querido leitor, uma sugestão: se você se viu do lado direito ou esquerdo do teatro, vá dar uma volta! Compre uma pipoca e torça para alguém roubar o seu assento. Afinal de contas, não é de todo mal assistir a uma peça do corredor central, onde se pode conciliar o melhor de cada lado e ainda assim, apreciar um bom espetáculo chamado vida!

Comentários

comments

One Comment on “Entre o palco e o coração – Tatá Vianna

marina Leoni
13 de novembro de 2015 em 16:13

Muito bom saber envelhecer com sabedoria é uma dadiva ,bj!

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *