Close

30 de maio de 2015

Não tenha medo, tenha FÉ! – Tatá Vianna

nao-tenha-medo-tenha-fe

A fé e o medo são extremos da mesma energia. Se observarmos as duas extremidades do medo e da fé, compreenderemos que basta mudarmos o foco para nos transferirmos de uma faixa vibratória pesada para outra mais leve ou vice-versa.

Às vezes a vida nos dá um tremendo “soco no estômago” e pensamos: “E agora? A vida acabou pra mim.” A vida é assim, às vezes nos deparamos com situações que nos afligem, nos fazem sentir muito medo e até chorar.

Quando isso acontece, não devemos nunca perder a fé.

Como diz Dante Alighieri em “Paraíso” – “A fé é a substância de coisas esperadas e o argumento das que não aparecem; e isso me parece ser a essência da fé.” Acredito que uma boa definição para a fé seja uma confiança inabalável e inconsciente, um sentimento de segurança de que tudo o que acontece segue um propósito que não está ao nosso alcance.

Se alguma coisa está acontecendo na sua vida, seja ela boa ou ruim, deve ser para o seu próprio crescimento, seja ele espiritual, material ou ambos.

Qual o sentido de tudo isso, se as coisas que acontecem em sua vida não servirem para algum tipo de evolução e crescimento?

Ter fé na vida é acreditar que, por pior que seja a situação vivida no momento, ela pode sempre melhorar; é confiar que ali na frente tudo vai dar certo; e ainda ter certeza de que a solução dos problemas atuais, que pode parecer distante e inviável, será superada, pois o que importa é a trajetória na busca do crescimento pessoal e espiritual.

Há uns anos passei por um período de tristeza, angústia e medo que não foi nada fácil. O choro vinha do nada e a sensação que eu tinha era a de olhar para os lados e não encontrar nenhuma saída ou solução para o problema que eu estava vivendo naquele momento.  Foi em uma conversa com um amigo que ele me aconselhou a resgatar a minha fé e a confiar: tudo iria se resolver, mas que eu tinha que acreditar de verdade, de coração e não sentir medo.

Foi depois dessa conversa, que percebi que a Fé, e não o medo, deve ser o suporte da nossa vida, pois o medo gera inquietação, insegurança, angústia, perturbação, pânico, e outros sentimentos negativos. Já a fé traz autoconfiança e coragem. Ela age como um energético estimulante para o sexto sentido e percepção.

tenha fé

Devemos encarar os nossos medos de frente, não nos deixar abater por conta deles. Eu mesma, naquela época, uma pessoa corajosa e que adora dirigir, estava com receio de pegar o carro e meu corpo tremia de tal maneira, que eu cheguei ao ponto de empacar no meio da 23 de Maio. Foi por meio da minha fé que consegui vencer esse medo, respirei fundo e voltei para casa cessando pensamentos negativos e treinando a presença. A partir desse dia, vi que medo nenhum é capaz de nos deter, se confiarmos em nós mesmos.

A fé e o medo são extremos da mesma energia. A diferença está na frequência vibratória de cada um. A fé, ao atingir um propósito, remove montanhas de adversidades — como disse um sábio Mestre que  viveu entre nós há 2000 anos! Se observarmos as duas extremidades do medo e da fé, compreenderemos que basta mudarmos o foco para nos transferirmos de uma faixa vibratória pesada para outra mais leve ou vice-versa. Por isso, é importante estarmos sempre atentos em qual extremidade estamos dando uma maior atenção em nosso dia a dia e em qual delas queremos focar.

Quando sentimos medo ou qualquer outro sentimento que o desencadeie, devemos tirar toda a nossa atenção desse sentimento e focarmos no nosso EU interior, que será nosso guia para a identificação da origem desses distúrbios. Geralmente eles não sobrevivem à terceira pergunta quando nos perguntamos (em silêncio) de onde está vindo esse turbilhão de sentimentos!

Portanto, tenha fé em si mesmo, porque ela habita dentro de você. Confie na sua capacidade, na sua verdade e viva a vida sem temer os obstáculos que encontrará ao longo dessa jornada que é viver.

Eu sou prova de que quando resgatamos a nossa fé (cada um à sua maneira), a vida fica mais leve. É claro que os problemas não desaparecem, mas passamos a encará-los de outro modo. Passamos a ter confiança e esperança de que uma hora tudo irá se resolver da melhor forma possível, basta acreditarmos!

E você, caro leitor, como tem “pensado” ultimamente?

Comentários

comments

2 Comments on “Não tenha medo, tenha FÉ! – Tatá Vianna

Paula Polé
9 de junho de 2015 em 20:21

Lindo texto! Amei!

Responder
amachadodias
18 de junho de 2015 em 13:58

Linda a mensagem!

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *