Close

28 de outubro de 2015

O Checklist do Amor – Tatá Vianna

image1

 

Querido leitor, olhe atentamente para a construção do texto abaixo:

Quero um amor que chegue sem data e hora marcada, que não me prometa nada de cara.

Quero um amor que seja mais que um caso por acaso.

Quero um amor que me olhe quando estou distraída, que me telefone apenas para saber como foi meu dia.

Quero um amor que me escute, não só pelas bobagens que às vezes eu falo, mas que me aconselhe, me apoie e acolha.

Quero um amor que me surpreenda, me transborde e me transforme.

Quero um amor que seja calmo, paciente e com abraço apertado.

Quero um amor que eu admire e que supere todas as minhas expectativas.

Quero um amor que também me admire, me apoie e incentive a seguir em frente quando ninguém mais acreditar em mim.

Quero um amor que ature minhas maluquices, que tire sarro da minha cara com humor, dê risada das minhas atrapalhadas e palhaçadas.

Quero um amor que me dê adrenalina, que valha a pena ser sentida.

Quero um amor que não tente mudar meus defeitos, mas que sim os aceite e compreenda.

Quero um amor que ao segurar na minha mão, me dê frio na barriga.

Quero um amor que me faça rir, que me mostre que mesmo nos momentos difíceis da vida pode haver aprendizado e evolução.

Quero um amor que não tenha dúvidas, que apesar de saber que pode ter outras, escolhe ficar comigo.

Quero um amor que venha por inteiro, que chegue de leve e de sentimentos profundos.

Quero um amor que me queira bem, que me faça bem.

Quero um amor que eu possa chamar de meu e dizer: “Que seja eterno enquanto dure”, como diz o poeta.

Quero, quero, quero, quero…

Para o amor, há muitos “queros”.

Mas o que estamos dispostos a oferecer?

Enquanto não reconhecermos que o amor deve primeiro existir em nós, para podermos retribuir ao próximo, seremos como mendigos: reféns do comportamento, temperamento e atitudes do outro.

É isso o que realmente você procura?

O texto acima pode até ser bonito, mas é irreal.

O amor não funciona como um checklist, recheado de fórmulas pré-estabelecidas e desejos prontos para serem satisfeitos!

Ele (o Amor) não chegará como uma casa pronta para mudar, toda mobiliada e cheirosa.

Será construído dia após dia, com muito suor.

Tijolo por tijolo.

No final das contas, quando de fato entendermos (e praticarmos) o ensinamento que nos diz que devemos fazer pelos outros aquilo que gostaríamos que fizessem por nós, talvez, algum dia, você realmente consiga substituir o “quero” por “tenho”- não no sentido de posse, mas no sentido de finalmente ter encontrado alguém para compartilhar  experiências, para completa-lo ao longo de sua jornada!

E então, caro leitor?

Já está repensando os “queros” da sua vida?

checkamor

Comentários

comments

2 Comments on “O Checklist do Amor – Tatá Vianna

Yara Baracchini
28 de outubro de 2015 em 17:48

Achei muito bacana Tatá!!! Adoro os seus textos.
Super bjo!
Yara

Responder
odespertador
28 de outubro de 2015 em 20:40

Obrigada Yara. Fico muito feliz em saber que você adora meus textos :)
Continue nos seguindo e comentando.
Bjos,
Tatá

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *